Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Patrono Artilharia
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Patrono Artilharia

  • Publicado: Segunda, 12 Julho 2021 07:53
  • Última Atualização: Segunda, 12 Julho 2021 07:53
  • Acessos: 705

Marechal Emílio Luiz Mallet - Barão de Itapevi

"Patrono da Arma de Artilharia do Exército Brasileiro"

Nascido a 10 de junho de 1801, em Dunquerque França, imigra para o Brasil ainda criança e, junto com a sua família, passa a residir na cidade do Rio de Janeiro. Em 1822, atraído pela causa da Independência, assenta praça na Academia Real Militar, arrebatado pelos ideais de liberdade de nossa Pátria.

Da mocidade à velhice, permaneceu fiel à predestinação de modelo perfeito de soldado, não ambicionando louros pessoais, concentrando-se com perseverança nos deveres jurados e cumpridos, perante a Pátria que adotou.

Mallet, o primeiro dos Patronos, participa da Campanha da Cisplatina, de 1825 a 1828, como Tenente e Capitão, na de 1851-52 contra Oribe e Rosas e, a seguir, na de 1864, contra Aguirre.

Durante a guerra da Tríplice Aliança, à frente do 1º R A Cav, teve participação fundamental na vitória de nossas tropas. Dentre as várias batalhas de que participa, destacam-se: Passo da Pátria, Estero Bellaco e Tuiuti. Nesta, diante do seu fosso intransponível, comandando as bocas de fogo que, ao final da batalha, receberiam o batismo de "artilharia-revólver" tal a precisão e rapidez de seus tiros. Ainda nessa campanha, assume o comando da 1ª Brigada de Artilharia e continua apoiando as ações da Tríplice Aliança, participando das batalhas de Humaitá, Piquiciri, Angustura, Lomas Valentinas, Ascurra e Campo Grande.

Terminado o conflito, permanece no serviço ativo até 1885. Em 2 de janeiro de 1886, na capital do Império, falece Mallet, aos 84 anos, dos quais 63 dedicados ao Exército e à gloriosa Artilharia Brasileira.

Em 1932, por seu amor e dedicação ao Brasil e à nossa Arma, lhe foi conferido, por meio de decreto nº 21.196, o reconhecimento da Pátria consagrando-o como Patrono da Artilharia Brasileira. Desde então, no dia 10 de junho, dia de seu aniversário, comemora-se o Dia da Artilharia.

"MA FORCE D'EN HAUT!"
Minha força vem do alto!
registrado em:
Fim do conteúdo da página